Thursday, March 01, 2007

o PP o Paulo Portas e a Podridão de Portugal

Mas será por ter o seu nome composto pela mesma sigla que o partido ao qual se candidata que este senhor acha que continua a ser querido e desejado pelo eleitorado português?
mas será normal que o país assista a uma contínua reciclagem dos mesmos nomes, anos após anos? se eu já fui, já fiz e já me vim embora, não vou voltar a bater à mesma porta, que nem amante desesperado... não entendo, se esta lógica profissional funciona para (practicamente) toda a gente porque é que se aceita esta atitude na política? imaginemos o que seria um director de um museu que fez um trabalho miserável enquanto tal, voltar a tentar recuperar o mesmo cargo após alguns anos de "deixar acalmar os ânimos"... por favor! ambição tem limites e esta não é mais do que ridícula.
Alguém lhe pode transmitir a mensagem, por favor?
É que eu estou longe e ainda tenho a visão deste senhor a dançar em modos tristes com um cabelo que mais parecia um capaxinho e com um bronzeado da mais pura lâmpada numa festa da moda em plena bica do sapato me impede de lhe conseguir chegar perto...

4 comments:

Sinapse said...

ahahahahahahahah! estou a tentar imaginar a cena!




Beijinhos, de regresso à blogocena! :))
Sinapse

Carlota said...

LOL! :)

... Não tenhas ilusões, Miss Springs. Os políticos são mesmo assim...

Beijola.

francisco carvalho said...

Isso, não tenhas ilusões! Os gajos acham mesmo que são queridos!

não tenhas mesmo ilusões: a coisa está a cozinhar-se para um dia termos - e temo que por muito tempo - que gramar com este gajo.
a gente mais insuspeita diz mesmo que é dos poucos políticos com verdadeiro sentido de estado.
e sobram ainda o Durão, o Marcelo, o Santana, o Rio, o Sócrates, quiçá, o Guterres. quando se esgotar o tempo do Cavaco um destes será o novo PR ou estará já à frente do desgovernado país...

:(

Miss Spring said...

pois.... acho mesmo que me vou deixar de ilusões utópicas... :D